• Luiz Carlos Oliveira Júnior

Que as forças estejam com você!

Atualizado: Abr 4


“Que a força esteja com você” se tornou uma frase icônica na cultura pop. A renomada série Star Wars criou um universo de ficção arrebatador, dominado por essa energia, algo mística, algo física, chamada Força. A Força está em todo lugar e em todas as pessoas, dizem. Os lendários cavaleiros Jedi conseguem senti-la e usá-la. Eles sabem os segredos da Força. Fora da ficção, na nossa vida real podemos nos tornar Jedi também. Não através dessa Força, mas de outras. Você pode aprender a usar as suas forças de caráter.


As forças de carácter são características humanas, disposições ou atitudes positivas que todos temos. Elas são uma forma de expressar virtudes reconhecidas em todo o tempo e lugar como boas. São os elementos básicos que formam nosso potencial para uma vida feliz e plena. Somente usando as forças atingimos o florescimento.


Martin Seligman e Christopher Peterson desenvolveram um importante trabalho de catalogação, definição e descrição de virtudes e forças que permitiu estabelecer uma linguagem comum para a discussão científica desses construtos dentro da psicologia positiva. Esses achados foram publicados no livro Character Strengths and Virtues, que funciona como um “manual diagnóstico” das forças. Eles reconheceram 6 virtudes principais admiradas por várias culturas em todo o mundo. Uma virtude é o hábito de fazer algo valoroso e bom, contribuindo para o crescimento e bem estar da comunidade. Elas são colocadas em prática na vida real pelas 24 forças de caráter ligadas a elas.


Forças da Sabedoria


  • Amor ao aprendizado

  • Curiosidade

  • Criatividade

  • Perspectiva

  • Senso crítico


Forças da Coragem


  • Bravura

  • Perseverança

  • Honestidade

  • Entusiasmo


Forças da Transcendência


  • Apreciação da beleza e da excelência

  • Gratidão Esperança

  • Humor

  • Espiritualidade


Forças da Humanidade


  • Amor

  • Bondade

  • Inteligência Social


Forças da Justiça


  • Trabalho em equipe

  • Imparcialidade

  • Liderança


Forças da Temperança


  • Perdão

  • Humildade

  • Prudência

  • Autocontrole


Porque aprender a usar as forças e como usá-las?


A felicidade é a realização do pleno potencial humano em todas as suas dimensões de bem estar. Segundo Seligman, a felicidade é explicável por 5 fatores que formam o que ele descreve como “modelo PERMA”. Nesse modelo a felicidade humana é produzida ou composta pela emoção positiva, engajamento, relacionamentos, sentido e conquista. Mas isso só é atingido vivendo as virtudes através das forças de caráter. As forças são grandes aliadas para buscar a felicidade e aumentar a resiliência ao estresse em momentos de desafio.


Trabalhar com as forças é central nas intervenções de psicologia positiva, seja na psicoterapia positiva ou no coaching positivo. Elas são consideradas o esqueleto deste campo de intervenção.


Para construir intervenções com forças é necessário primeiro aprender a reconhecer cada uma das forças através dos comportamentos que as representam e depois avaliar quais das forças usamos com mais frequência e quando. Essas forças usadas com mais intensidade são chamadas de forças de assinatura. Com esse objetivo, existem vários questionários que podem ser utilizados para mapear as forças individuais e as de assinatura. Baseado no trabalho de Seligman e Peterson foi construído o Inventário de Forças de Caráter VIA ( Virtudes em Ação, no inglês), o mais conhecido e usado de todos, que pode ser acessado no site do Instituto VIA.


Depois de reconhecer as forças, o objetivo passa a ser utilizá-las de forma consciente e também utilizar com mais frequência aquelas que menos usamos. Apesar de todos termos nossas forças de assinatura, é importante equilibrar o uso de todas elas como uma forma de ampliar as possibilidades na vida.


Todos temos todas as forças


É importante lembrar que todos os seres humanos podem desfrutar de todas as 24 forças. O que nos diferencia é quais utilizamos com mais frequência. Mas todos podemos acessar essa riqueza humana, basta reconhecer isso e passar a usar. O ensaísta e filósofo Montaigne escreveu algo que deve nos inspirar nessa tarefa:


“Todos nós somos mais ricos do que julgamos ser, mas somos ensinados a pegar emprestado e implorar.”

Que as forças estejam com você!


Quer saber mais sobre as forças? Que tal um episódio sobre esse tema no nosso podcast, o MEVHack? Ele está disponível no Spotify e Google Podcast.






0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Assine a nossa newsletter

Pilares

Ajudas

Contato

Rua Anchieta, 371 - Lídice
Uberlândia/MG
[34] 3217.0001
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branca Ícone Beatport

©  MEV Brasil 2020. Todos os direitos reservados

agenciar8.png